Dançar

Claudia Kras

Dançar dançar dançar até enlouquecer, até criar asas nas sandálias, Hermes  sedento de diversão

rainha da boate, ensandecida de energia,puro movimento

dançar dançar dançar

Zelda Fitzgerald sem sapatos, em cima da mesa do bar

dançar dançar dançar

deusa Kali doidona

Salomé sem véu nenhum

dançar dançar dançar e esquecer,

que na vida real eu sempre danço

eu sempre perco

eu sempre erro.

dança dançar dançar

Shiva Nataraja encarnando Deus e sapateando sobre o céu

Pajé da tribo agradecendo a colheita, as chuvas , o sol

dançar dançar dançar do canto do rouxinol até o amanhecer.

cansar e depois adormecer…

com os pés em brasa e o coração em chamas.


CLAUDIA KRAS é poeta, escritora, mãe, livreira e estuda Literatura na Uerj. Nas horas vagas além de dar pitaco nas obras dos outros, curte rock’n roll e filmes de terror. Tá confinada como boa cidadã e aguardando ansiosamente pelo fim do “fim do mundo”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s