Retroescavadeira modelo 2021

André Siqueira

a retroescavadeira barulha os ouvidos
voltados para a obra da prefeitura
com seus homens equipados
de mãos jovens e meia-idade
librando tédio e má catadura
no tripé de máquina e membros
caçamba pernas estabilizadoras
canivete suíço braço lança pá
cabine carregada de nervos
lá um confinado cava
morosamente a rua sobre pobres
terras poeira pedras um feldspato
na movimentação esquelética
dos funcionários a serviço

a retroescavadeira barulha os ouvidos
mas sei por que não lembramos
da tubulação ou demolição próprias
da retroescavadeira a terraplanar
a vala e seu calcário construídos
à britadeira
porque cavando e mais ainda
escavando pensamos em covas
sob o entulho da morte que trabalha
sem precisar de licença.


André Siqueira mora em Jacareí, interior de São Paulo. Cursou a faculdade de Letras pela UNIP, porém sem concluir. Publicou em 2020 seu primeiro livro de poesia por uma editora, intitulado “As Manhãs Fechadas” (Gataria). Atualmente, é colaborador da revista de literatura Pixé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s