Πύθων

Milena Martins Moura

é com certa frequência

pela manhã

que eu me devoro

os cantos das unhas primeiro

depois todo o montante de coisas bestiais que não deviam nascer

com certa frequência

enquanto a luz cresce no muro com figuras inventadas

me ponho ao espelho

a vomitar torturas

nasci com o açoite das entranhas

latejando entre a abominação

e a pelagem proibida

os ossos duros e outras durezas

como iminência

e expectativa

devoro assim os cantos das unhas para limpá-las

afiando a garra e os dentes

como quem imola o cordeiro

treinando a mandíbula para que tenha força ao se fechar


MILENA MARTINS MOURA é mestre em literatura brasileira e tradutora. É autora dos livros Promessa Vazia (2011), Os Oráculos dos meus Óculos (2014) e A Orquestra dos Inocentes Condenados (Primata, 2021, no prelo). É editora da Revista cassandra e integra a equipe de poetas do portal Fazia Poesia e de colunistas da revista Tamarina Literária. Sua poesia traz fortemente os temas do feminismo, da mulher autista e do neurocapacitismo. Instagram: @oraculos_dos_oculos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s